Notícias

23/09/2020 - PROF. SÉRGIO FAZ UM ALERTA SOBRE O USO DE PLATAFORMA PARA O ENSINO DIGITAL
Política de privacidade da plataforma GOOGLE CLASSROOM não permite uso de conta individual para criar salas de aula e terá um custo anual

1600864324_hqdefault.jpg
Professores da rede municipal de ensino estão preocupados com a utilização da plataforma de ensino à distância Google Classroom que deve ser utilizada com uma conta institucional, mas que está sendo usada com conta individual e procuraram o vereador prof. Sérgio Rodrigo de Oliveira para maiores esclarecimentos junto à Secretaria Municipal de Educação. O vereador encaminhou o Requerimento 364/20 à Secretaria solicitando informações.
Desde o surto pandêmico da Covid-19 as aulas presenciais estão suspensas, sendo ministradas de forma remota com o uso de plataformas digitais. A Secretaria de Estado de Educação tomou as devidas providências e oferece aos professores um aplicativo desenvolvido pela própria Secretaria, disponibilizando um canal de TV para a transmissão ao vivo das aulas, enquanto que na rede municipal de ensino parece que a responsabilidade ficou apenas a cargo do professor.
Os professores da rede municipal de Porto Ferreira têm utilizado a plataforma Google Classroom e ao atentar para as regras de utilização, alguns professores se depararam com algumas dúvidas, pois a plataforma deve ser utilizada através de uma conta institucional G Suíte e não por contas individuais. Entre as diferenças de utilização está o custo: com conta institucional é gratuito, com conta individual há um custo anual, além da falta de informação se haverá algum tipo de complicação futura, tanto para os professores quanto para os alunos.
Prof. Sérgio Rodrigo quer saber da Secretaria Municipal de Educação quantas escolas utilizam o Google Classroom e se é através de uma conta criada pelas escolas ou se cada professor tem a sua conta; se a Secretaria tem ciência de que a política de segurança e privacidade do Google veda o uso de contas individuais para uso de salas de aula regulares, bem como se existe um estudo e direcionamento centralizado de orientações para uso da plataforma G Suite for Education e, se a Secretaria conhece a política de privacidade e segurança que protege o aluno contra exposições a que estão sujeitos quando fazem uso de uma conta individual.
“Fui verificar e realmente essa conta é gratuita mas o domínio é pago anualmente se for entrar com uma conta individual, sem contar também com a exposição dos alunos e dos professores que criaram salas de aula com conta individual e, que podem estar burlando alguma regra que poderá trazer consequências futuras”, explica o vereador.  “Alguns professores, depois que leram o regulamento do Google ficaram preocupados e gostariam de ter essa garantia da Secretaria de Educação que não serão prejudicados”, encerra prof. Sérgio Rodrigo.
Compartilhe: dd